Segurança e privacidade na internet: como proteger seus dados

Gostou? Compartilhe:

Você não precisa ser um especialista que fez um curso online PDPF para aprender como ser um protetor de dados. É claro que, quanto mais formação você tiver, mais conseguirá trabalhar com segurança de dados no mercado. No entanto, se seu objetivo é apenas saber como proteger seus dados na Internet, é possível atingir essa meta com algumas dicas bem simples.

Hoje em dia, uma das maiores preocupações da população é com a segurança e privacidade dos seus dados. Por isso, a LGPD foi publicada e já está em vigor, determinando algumas regras básicas para que as empresas possam se adaptar às necessidades dos seus consumidores. Além dessa defesa, você também pode contar com alguns cuidados básicos para que seus dados sejam protegidos.

Quer saber como proteger seus dados na Internet? Então siga a leitura abaixo!

Como proteger seus dados na Internet em 5 passos

privacidade online

1. Altere as configurações de todas as redes e sites onde tiver conta

Você sabia que pode configurar todas as opções de configuração de dados em cada rede social que participar? Isso mesmo: o Facebook deve dar essa opção a todos os usuários. Afinal, são 127 milhões de pessoas só no Brasil, o que faz com que ele possa coletar muitos dados.

Isso significa que você pode escolher quais dados o site ou plataforma pode coletar. Além disso, pode configurar o seu navegador para rejeitar ou excluir cookies persistentes, que são aqueles instalados na sua máquina.

2. Leia os termos de serviço

Um dos grandes memes da Internet é que ninguém lê os termos de serviço. Inclusive, há uma piada que o melhor lugar para esconder um corpo é lá, já que ninguém lê o documento.

No entanto, é importante que você leia os termos de serviço. Isso porque neles constam todas as informações captadas pela empresa que gerencia cada site ou aplicativo. Com essa leitura básica, você consegue entender tudo que eles farão e quais são as suas opções.

3. Cuidado com o que você disponibiliza online

Não importa o quão seguro seja um sistema, ele sempre terá uma falha: a humana. Nós somos a maior vulnerabilidade de sistemas digitais, o que faz com que seja necessário ter cuidado para não comprometer toda a sua segurança.

Na prática, é importante que você analise com atenção todos os dados que divulgar na Internet e que possam levar a descobrir qual é a sua senha. Lembre-se de que tudo que você postar online hoje poderá ser acessado daqui 10 anos. Basta olhar em fóruns antigos e encontrar toneladas de conteúdos postados há mais de 10 anos, para quem quiser ver e pesquisar. Ali pode estar uma chave para descobrir a senha de alguém, seu endereço ou algo do tipo.

4. Criptografe seus arquivos em nuvem

Por fim, lembre-se de que grande parte dos serviços que você usa na Internet hoje precisam da computação em nuvem. Seu e-mail, as redes sociais, tantos outros. Por isso, sempre que for upar dados importantes (como fotos no Dropbox, por exemplo), criptografe esses arquivos. Hoje em dia é muito fácil colocar todos os arquivos em um zip e depois criptografar o acesso de forma básica, para evitar que ele seja aberto caso haja um vazamento nesse servidor em nuvem.

Pronto! Com essas dicas básicas, você já sabe como proteger seus dados na Internet. Pelo menos a maior parte dos golpes não pegarão você, pois essas defesas são o suficiente para protegê-lo. Só lembre-se de que o ser humano é a maior falha de qualquer esquema de segurança. Portanto, toda a eficácia do seu sistema dependerá de você e de mais ninguém.

E aí, gostou das dicas? Então compartilhe-as com seus conhecidos para aumentar o nível de segurança de todos!

 

Deixe uma resposta

Name *
Email *
Website