Como escolher seu computador ideal

Seja para estudar, trabalhar, procurar parceiros online, ou ainda jogar aquele game na hora de relaxar, os PCs se tornaram uma ferramenta fundamental em nosso dia a dia. No entanto a diferença de hardware (componentes físicos) entre computadores para cada tipo de utilização influencia diretamente no custo final de seu equipamento.

computador ideal

[Fonte: Foto por Sam Albury em unsplash.com]

Nesse sentido a busca pelo melhor custo-benefício é fundamental, pois não adianta ter uma super máquina sendo subutilizada, tampouco um PC mais em conta que não suporta o que seu usuário necessita.

Se você pretende montar um novo computador ou apenas conhecer um pouco mais sobre tecnologia e suas aplicações, acompanhe agora como definir o computador ideal para cada tipo de utilização.

Computador de uso comum

Computadores para uso comum são voltados para utilizações básicas como acessar internet, fazer trabalhos escolares, utilizar redes sociais, assistir vídeos no youtube ou assistir um filme. Neste caso é possível utilizar componentes mais baratos, sem abrir mão da qualidade, buscando o melhor custo-benefício.

Um dos processadores mais utilizados para finalidades básicas é o processador Intel Celeron G5905, que pode ser encontrado entre R$290 e R$340. Ele possui 3.5Ghz de velocidade de processamento e um socket 1200, contando com 2 núcleos de processamento físicos e mais 2 threads que são núcleos virtuais. Vale lembrar ainda que a linha de processadores da 10° geração da Intel possui este socket, então caso haja o interesse de upgrade pode-se trocar o processador por outro superior da mesma geração sem mudar as demais peças.

A memória RAM recomendada nessa categoria de uso é de 4GB, e deve-se utilizar a placa de vídeo que vem integrada à placa mãe.

Computador de trabalho

Os computadores de trabalho normalmente necessitam ser multitarefas para suportar diversas abas do navegador, além de alguns programas um pouco mais avançados, tudo isso ao mesmo tempo. Necessita então de memória um pouco maior que a dos computadores para uso básico, assim como de um processador com capacidade um pouco acima do anterior.

O processador recomendado para esta categoria é o Intel Pentium G5420, encontrado a partir de R$460,00, roda a 3.8GHz e possui socket 1151, Dual-Core com 4 threads.

Um PC multitarefas necessita de 8GB de memória para que não haja sobrecarga na utilização de diversos programas simultâneos. Nesta utilização ainda não há necessidade de placa de vídeo dedicada.

Computador workstation

São computadores voltados para trabalhar com softwares e arquivos pesados, onde um computador de alto desempenho é necessário para melhorar a qualidade e o tempo de execução dos seus serviços. Minimiza o risco de travamento nos processos, reduzindo prazos e o risco de perder todo o trabalho produzido até então.

Serviços como criação digital, processamento de banco de dados e desenvolvimento de projetos exigem bastante do computador. Deste modo, não é qualquer equipamento que consegue rodar programas específicos para estes fins.

Uma workstation deve ser arquitetada de acordo com a aplicação desejada, normalmente a configuração parte de uma memória RAM com, ao menos, 16GB.

Um dos processadores mais utilizados é o Intel Xeon, desenvolvido com exclusividade para computadores de trabalho. Entre os processadores Intel Xeon, existem quatro modelos: Platinum, Bronze, Silver e Gold. Esses modelos são indicados para diferentes finalidades.

A placa de vídeo é outro item importante em uma workstation, principalmente para quem trabalha com design gráfico, criação e/ou edição de conteúdo multimídia, pois o hardware é responsável pela exibição de imagens em tela. Caso você trabalhe com 3D ou renderização de imagens, vale a pena investir em um modelo com placa de vídeo premium. Não é seu caso? Pode investir numa placa de vídeo mais simples.

Quanto mais personalizado for o equipamento, mais eficiente ele será em sua atividade.

Computador gamer

O computador gamer é desenvolvido para atender a uma finalidade específica: rodar jogos. Ao verificar a qualidade desse equipamento, é possível pensar que por possuir um bom processamento e gráficos de qualidade o computador gamer pode substituir um workstation com um custo inferior.

Infelizmente não é verdade, pois a performance necessária para os jogos na maioria dos casos é menor quando comparada à de uma workstation.

O que se espera de um computador gamer é a capacidade de rodar os principais jogos atuais com qualidade e desempenho. Sendo assim, não existe a necessidade de compatibilidade aprimorada de acordo com softwares e programas utilizados, como ocorre com a workstation.

Assim, equipamentos com desempenho elevado, mas projetados com componentes intermediários, atendem muito bem às exigências dos jogadores. Um processador de quatro núcleos e uma memória RAM de 16GB oferecem o desempenho necessário para rodar os principais jogos.

Para obter um bom rendimento gráfico é aconselhado optar por uma placa gráfica com, ao menos, 2 GB de memória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *