Como escolher o fone de ouvido ideal?

Gostou? Compartilhe:

Fica difícil pensar em uma rotina sem fone de ouvido, não é mesmo? Seja para ouvir a música favorita, seja para ter mais privacidade na hora de escutar aquela mensagem recebida via WhatsApp, ou ainda para ver aquele vídeo engraçado em alguma rede social, esse objeto tornou-se essencial nas nossas vidas, assim como o celular e a carteira.

Geralmente, usamos os fones que vêm junto com o smartphone, mas algumas pessoas preferem investir em acessórios mais potentes e que garantam melhor qualidade de som. 

Como escolher, então, um bom fone de ouvido? É isso que você vai descobrir neste post. Continue a leitura e confira as dicas!

Quais são os tipos de fone de ouvido?

fone headset grande

É possível encontrar fones de ouvido em três modelos:

 

  • earbud: são os fones que vêm com seu smartphone ou MP3. Geralmente, são os mais comuns e baratos. São considerados por muitos como o pior modelo, já que boa parte do som escapa devido ao seu formato, fazendo assim com que o usuário perca um pouco da experiência;
  • intra-auriculares: esse modelo tem uma ponteira feita de silicone que é colocada no canal auditivo, proporcionando uma experiência bem completa quando falamos de apreciação do som. Embora o seu design diminua a perda sonora e elimine ruídos externos, seu uso prolongado pode causar incômodo;
  • supra-auriculares: o fone supra-auricular é grande e cobre todo a orelha, costuma ser bem confortável e oferece grande fidelidade sonora. Porém, é mais pesado e fica muito aparente. É o modelo favorito de gamers e editores de vídeo e áudio.

 

Quais detalhes técnicos devem ser considerados?

Agora que você já conhece os principais modelos de fone de ouvido, entenda quais detalhes técnicos deve considerar na sua escolha.

 

  • impedância: expressa em OHMS, está relacionada ao volume da música e indica a potência do fone. Esse fator pode variar de acordo com a frequência, sendo o mínimo exigido de 25 OHMS;
  • resposta de frequência: a resposta de frequência deve obedecer a capacidade de audição do ouvido humano, que detecta de 20 a 20.000 Hz. Alguns fones profissionais conseguem ir além desse espectro;
  • driver: o driver é o que justifica o preço mais alto em fones de qualidade. Essa peça é o autofalante do objeto e, quando é feito para modelos menores, precisa ser miniaturizados e produzido com mais qualidade.

 

 

Como testar se o fone é de qualidade?

Todos esses fatores citados são bem técnicos e podem ser difíceis de serem avaliados por um leigo. Portanto, ouvir músicas no fone de ouvido que você pretende comprar é a melhor maneira de testar a qualidade desse produto, mas não basta ouvir qualquer melodia!

 

Você pode começar pela sua canção favorita, aquela que você conhece cada nuance e, se perceber que algo está faltando, provavelmente esse fone não reproduz os sons com fidelidade.

 

Músicas clássicas ou jazz também são excelentes para testar os fones de ouvido. Como elas contêm uma enorme gama de instrumentos que alcançam diversas frequências auditivas, é um excelente teste para avaliar a capacidade sonora.

 

Já o rock e a música eletrônica são excelentes para testar os tons graves e mais fortes, o modelo que passar nesse teste é ideal para jogos.

Pronto! Agora você já sabe como escolher o fone de ouvido ideal para as suas necessidades! Lembre-se sempre de buscar um fornecedor de confiança e procurar marcas renomadas no mercado para não ter surpresas depois da compra.

Deixe uma resposta

Name *
Email *
Website