Anti-vírus ainda valem a pena?

Gostou? Compartilhe:

Se você pegou a época de popularização dos computadores no Brasil no fim dos anos 90 e começo dos anos 2000, provavelmente se pergunta se os anti-vírus ainda valem a pena.

Afinal, naquela época eles eram itens indispensáveis para um computador. Todo vendedor de PC dizia que não dava para sair da loja sem um bom anti-vírus.

No entanto, além das notícias de vírus cada vez mais modernos, hackers mais ousados e até mesmo outras ameaças aos usuários, como um aplicativo espião de chamadas para celular, técnicas de phishing e muito mais, será que anti-vírus ainda valem a pena?

Será que compensa investir neste tipo de proteção? É o que veremos a seguir!

Anti-vírus ainda valem a pena?

Se você tem dúvidas se anti-vírus ainda valem a pena, saiba que a resposta é positiva. Sim: eles ainda valem a pena.

anti-virus vale a pena
CYBER SECURITY Business technology secure Firewall Antivirus Alert Protection Security and Cyber Security Firewall

Aliás, o erro da pergunta está no “ainda”. Eles não só “ainda” valem a pena, como agora é a hora em que eles são mais úteis.

Um bom anti-vírus é, antes de mais nada, como um investimento de longo prazo no seu banco. Quanto mais tempo, maior o poder dos juros compostos.

Com o anti-vírus é a mesma coisa: quanto mais tempo passa, mais programas ele aprende a detectar e mais eficaz é, ganhando novas funções.

Hoje em dia, os anti-vírus estão extremamente inteligentes, usando recursos de inteligência artificial para manter um computador protegido na Internet e fora dela.

Além disso, vale lembrar que, hoje em dia, existem versões pagas e gratuitas de anti-vírus.

Normalmente, as versões pagas são as mais vantajosas pois podem custar muito pouco e ainda são atualizadas primeiro, garantindo a proteção dos usuários por mais tempo.

Para completar, as empresas que desenvolver os recursos contratam os profissionais mais capazes do mercado, possivelmente até ex-hackers, para que eles ofereçam a maior proteção possível aos usuários.

Por fim, vale lembrar que apesar das novas tecnologias para golpes, como aplicativos espiões e outros, os hackers ainda usam muitos vírus para enganar as pessoas.

Esses vírus instalam vulnerabilidades nos computadores, atrapalham programas e são usados até mesmo para roubar o poder de processamento do seu PC para minerar criptomoedas.

Por isso, sim, os anti-vírus ainda valem a pena para manter seu computador protegido contra invasões e ataques.

Só um anti-vírus basta no meu computador ou celular?

Talvez essa seja a questão mais interessante a se fazer nesse momento. Que os anti-vírus ainda valem a pena, é fato. No entanto, será que eles são tudo que basta?

A resposta é não. Afinal, nenhum programa pode dar conta de todos os cenários possíveis caso os usuários não colaborem.

Por isso, além de ter um bom anti-vírus no seu celular ou computador, é importante ter também muito cuidado com os seus hábitos de modo a evitar problemas ou cair em golpes.

Veja, por exemplo, o famoso caso de invasão dos aparelhos de celular do ex-juiz Sérgio Moro e do procurador Deltan Dallagnol. Naquele caso, nenhum anti-vírus seria capaz de evitar o problema pois nenhum deles usava a verificação de duas etapas para proteger o Telegram.

Vale lembrar que eles não foram os únicos hackeados naquela situação, mas sim o caso que ficou mais famoso. Dezenas de políticos, juízes e outras personalidades da República também tiveram suas conversas hackeadas.

Portanto, é importante assumir bons hábitos de segurança com o seu celular ou computador para garantir que estará protegido. Confira algumas sugestões abaixo!

Não se conecte a uma rede Wi-Fi pública

Um erro muito comum das pessoas é ir até um coworking, restaurante ou cafeteria e usar o Wi-Fi disponibilizado ali.

Pode até ser que, no caso do coworking, haja maior segurança na rede Wi-Fi em questão, mas é fato que não é a situação ideal.

Isso porque é muito fácil rodar um programa que possa interceptar todas as mensagens trocadas entre um aparelho e o roteador do Wi-Fi. Com base nisso, é possível roubar dados bancários, conversas no WhatsApp e muito mais!

Por isso, em público, prefira sempre usar o 3G ou 4G do seu smartphone.

Tenha cuidado com quem tem acesso ao seu dispositivo

É muito importante que você não deixe o seu dispositivo ao alcance de outras pessoas por muito tempo. Isso inclui, infelizmente, cônjuges, namorados, familiares e amigos. Afinal, são essas pessoas que mais instalam aplicativos de vulnerabilidades e de espionagem.

Também evite, se possível, deixar seu aparelho nas mãos de um técnico em que você não confia.

Use sistemas modernos de acesso a seus dados

Hoje em dia, os celulares estão com recursos biométricos cada vez mais modernos. Para desbloquear um deles, é preciso de uma impressão digital ou do rosto.

Nos aplicativos, existe criptografia avançada que não pode ser quebrada, especialmente se o usuário ativar a verificação em duas etapas, o que garante que nem mesmo a vulnerabilidade humana poderá ser explorada.

Como deu para ver, é fato que os anti-vírus ainda valem a pena. No entanto, eles devem ser utilizados junto de um conjunto de bons hábitos para limitar ao máximo as oportunidades de invasão ou golpe por parte de hackers.

E aí, gostou do conteúdo? Então compartilhe-o nas suas redes sociais e marque amigos para que eles também possam se proteger!

 

Deixe uma resposta

Name *
Email *
Website