Como o ERP ajuda na logística da empresa?

Otimizar os processos é uma das melhores formas de aumentar a produtividade de uma empresa, principalmente após investir em marketing industrial para captação de novos clientes e expansão de negócios, com foco no público ou clientes B2B e, consequentemente, melhorar seus resultados. Nesse sentido, diversas mudanças podem ser realizadas, como a adoção de um galpão logístico, a fim de garantir maior agilidade nas entregas e também por meio do ERP na logística. Isso porque, essa é uma das áreas mais importantes para o sucesso do negócio e exige bons investimentos, a fim de melhorar os processos como um todo. 

Portanto, se você está em dúvida sobre utilizar o ERP na logística de sua empresa, não deixe de acompanhar o post de hoje até o fim e entenda melhor sobre o assunto. 

 

Por que é importante utilizar o ERP na área de logística?

erp

O ERP (Enterprise Resource Planning) é um sistema que realiza toda a gestão dos processos e informações da empresa, permitindo a integração entre todas as áreas. Por meio dela, o gestor é capaz de ter uma visão geral de todas as etapas do processo, melhorando assim, o desempenho da empresa. 

 

Ele é muito importante, pois permite otimizar as atividades e acelerar a automatização de diferentes processos. Como consequência, a perda de informações é praticamente nula, o que é essencial para a produtividade do negócio.

 

Em relação à logística, o ERP permite um acesso rápido às informações e devido à maior integração entre os setores, os desencontros são reduzidos e ocorre o aceleramento dos processos de compra e entrega. É importante lembrar que esse setor possui muitas dificuldades em relação à produtividade, mas com o ERP, é possível ter maior controle das informações e, portanto, otimizar os processos de logística.  

 

Como o ERP contribui com a logística da empresa?

 

Agora que você entende melhor sobre a importância de utilizar o ERP na logística de seu negócio, confira abaixo como ele funciona na prática e como pode contribuir com sua logística:

 

1. Controle dos pedidos

 

O ERP permite que o gestor da área tenha completo acesso às informações relacionadas aos pedidos de compra solicitados pelos fornecedores. Com isso, ele consegue avaliar a efetividade do trabalho e se realmente estão cumprindo os prazos, entendendo se os parceiros atendem as necessidades do negócio. 

 

Além disso, a integração entre os setores faz com que seja possível ter um melhor planejamento, evitando gastos em excesso durante as negociações. 

 

2. Gestão de estoque

 

O ERP ajuda a otimizar e controlar melhor o estoque, evitando o desperdício e perda de produtos. Isso porque, o sistema oferece uma visão mais ampla sobre a rotatividade do estoque, ajudando para que ele sempre tenha o que é necessário para a produção, evitando a perda de matéria prima. Da mesma forma, a comunicação entre estoque e o setor de pedidos também é otimizada. 

 

3. Monitoramento da frota

 

Realizar o controle da frota é muito importante para uma empresa, sendo que o ERP permite o monitoramento de entregas em tempo real. Com isso, o gestor consegue identificar possíveis falhas no processo e agir de forma rápida em busca de uma solução. Além disso, os dados fornecidos também ajudam a otimizar as rotas.

 

4. Gestão financeira

 

A gestão financeira é um dos grandes desafios de uma empresa, mas o ERP traz diversas funcionalidades, como fluxo de caixa, integração bancária, previsões de receitas e despesas, etc. Tudo isso facilita o controle geral do negócio, evitando erros que comprometam a saúde financeira, trazendo problemas que poderiam ter sido evitados se houvesse uma melhor integração. 

 

5. Documentos fiscais

 

Além de contribuir com o setor financeiro, o ERP também realiza a emissão de documentos fiscais, que com certeza é um dos gerenciamentos mais complexos. Afinal, não é tão fácil ficar atualizado em relação à todas as leis. Inclusive, é importante lembrar que toda empresa que realiza o transporte de carga, independente do tipo, precisa realizar a emissão de documentos fiscais eletrônicos, que são obrigatórios. 

 

6. Expedição de produtos

 

Outra função do sistema muito interessante é a ajuda no processo de expedição de produtos. Afinal, uma ferramenta de qualidade possui uma grande variedade de relatórios de cargas, romaneios, minutas e etiquetas. Tudo isso faz com que a tarefa se torne mais simples e prática, o que aumenta também a produtividade do negócio.  

 

7. Relatórios

 

Por fim, a emissão de relatórios não é uma tarefa simples, principalmente quando os processos ainda acontecem da forma tradicional. Sendo assim, o ERP permite a emissão de relatórios de forma automática, o que facilita significativamente o dia a dia dos gestores e resultados do negócio. Isso porque, é possível acompanhar todas as etapas, entendendo os gargalos e o que pode ser melhorado. 

 

Então, agora que você sabe mais sobre o ERP na logística, já entende que essa é uma excelente forma de otimizar os processos de sua empresa e aumentar a produtividade do negócio. Portanto, escolha uma ferramenta adequada às suas necessidades e preferências e garanta todos os benefícios.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *